A extrema direita institucional adora a “frente ampla” de Lula

A extrema direita institucional adora a “frente ampla” de Lula

O papel golpista recorrente da Rede Globo no Brasil é fato amplamente reconhecido, desde a sua formação sob o guarda-chuvas da Ditadura Militar.

O colunista Merval Pereira é um dos porta-vozes da Rede Globo mais reconhecido. O editorial do dia 30/11/2021 é particularmente revelador por causa da contundência com que defende a direitização de Lula e do PT e a aliança com direitistas com o ex governador Geraldo Alckmin. 

Com o fortalecimento desse movimento, a candidatura de João Dória Jr. tende a esvaziar-se, principalmente nos principais estados da Federação, como Rio de Janeiro, Minas Gerais e Rio Grande do Sul.

https://blogs.oglobo.globo.com/merval-pereira/post/fato-novo.html

Bolsonaro se encontra em processo de crescente desgaste por conta da aceleração da crise no Brasil, sob pacto do aprofundamento da crise capitalista mundial, a maior de todos os tempos. Isso não implica que o bolsonarismo irá desaparecer. Muito pelo contrário ele deverá ser consolidado como movimento proto fascista nas ruas, seja com esse nome ou outro, como arma contra o movimento de massas para situações como as que aconteceram em 2013 quando os órgãos repressivos foram ultrapassados.

Nesse cenário aparece o verdadeiro candidato do grande capital e do imperialismo, a “terceira via” de Sergio Moro, uma continuidade do Bolsonarismo, menos folclórico e até mais entreguista.

Caso a “terceira via” não decolar há a “frente ampla” que está sendo pressionada para que avance ainda mais à direita, o suficiente para manter os ataques realizados e entrar com mais alguns. 

A vitória de uma eventual chapa Lula – Alckmin, ou de Lula e mais algum outro direitista, terá nos bastidores o entreguismo dos governadores, do Congresso e dos principais prefeitos, que deverão ser impostos novamente por meio de um circo eleitoral ainda mais controlado.

Clique na imagem e saiba sobre os 26 pontos da fraude da vitória do Bolsonaro

O imperialismo norte-americano impõe a entrega dos recursos brasileiros e da América Latina até a última gota de sangue, pois precisa manter os lucros que despencam.

Os trabalhadores e os povos da região precisam achar o caminho da reação e da luta contra o crescente massacre.

O papel principal dos verdadeiros revolucionários é ajudar os trabalhadores e os povos a encontrar os caminhos, organizar a luta. Essa tarefa implica na criação de organizações de luta orientadas totalmente nesse sentido.

Levante ! Organize-se! Lute!
A hora de Lutar é Agora!

close

🕶 Fique por dentro!

Deixe o trabalho difícil para nós. Registe-se para receber as nossas últimas notícias directamente na sua caixa de correio.

Nunca lhe enviaremos spam ou partilharemos o seu endereço de email.
Saiba mais na nossa política de privacidade.

Artigos Relacionado

Deixe um comentário

Queremos convidá-lo a participar do nosso canal no Telegram

¿Sin tiempo para leer?

Ouça o podcast da

Gazeta Revolucionaria