O futuro da economia capitalista nos Estados Unidos

O futuro da economia capitalista nos Estados Unidos

Por Johnny Amaral

A burguesia imperialista não tem outra a saída sem riscos para a crise capitalista atual a não ser a guerra e a revolução. 

É o Ouantity Easy/QE ao infinito, até a pirâmide invertida cair esperando que quando isso ocorrer eles estejam mortos. Foi o que Keynes disse. 

A saída implementada por Paul Volcker não é possível agora. Volcker foi o diretor da Reserva Federal quando Jimmy Carter era presidente. Ele resolveu a crise inflacionária que Richard Nixon causou quando ele adotou a politica de imprimir dólar, sem lastro em ouro, para ser reeleito aumentando a taxa de juros a mais de 20%, causando estragos no resto do mundo, estourando “o milagre econômico” dos militares/Delfim Neto. 

Se a Reserva Federal aumentar a taxa de juros, que agora está em aproximadamente 0.7%, causa uma calamidade que pode levar a uma guerra mundial, a guerras civis, a revoluções. 

Simplesmente os grandes bancos e os não tão grande, os fundos Hedge, as seguradoras, irá tudo à falência. 

Eles tiram emprestado a curto prazo trilhões de dólares a 0% e investem em títulos a longo prazo, a cinco ou 10 anos que pagam juros de 2 a 3% ao ano. 

Esse mercado tem um mercado de derivativos avaliado em varias centenas de trilhões dólares. Esse mercado depende da estabilidade no mundo financeiro. 

O tumulto causado pelo aumento draconiano da taxa de juros pela Reserva Federal estoura esse mercado e leva consigo todo o mercado de derivativos avaliado em 1,5 quadrilhão de dólares. 

Mas um aumento da taxa de juro pela Reserva Federal não só estoura o mercado de derivativos. O governo dos Estados Unidos que é visto pela burguesia internacional como o garantidor da “ordem internacional” em última instância vai ser forcado a dar outro calote financeiro pior, bem mais grave que o calote que o presidente Nixon deu no mundo, quando no dia 15 de Agosto de 1971, ele declarou que os Estados Unidos não iriam mais converter os dólares que o resto do mundo possuía em ouro na base de 35 dólares por onça, como previa a Acordo de Bretton Woods. 

Agora um aumento na taxa de juro pela Reserva Federal forçará o governo norte-americano declarar que não vai mais pagar suas dívidas, não vai ressarcir os títulos do Tesouro em posse dos bancos centrais, das instituições financeiras e dos especuladores financeiros no geral. 

É assumido, pelo menos pelos analistas independentes, que os Estados Unidos não têm condições de pagar suas dívidas, que não é de apenas 30 trilhões de dólares como sai nos jornais, mas em volta de 300 trilhões quando são incluídas as obrigações para as quais o governo dos Estados Unidos não tem fundos. 

Essa dívida vai ter que ser caloteada oficialmente. Os derivativos financeiros irão para o espaço. O governo será forçado a introduzir de uma hora para outra um novo dólar, o scheiss dólar, para uso interno, desvalorizado, para permitir os Estados Unidos exportar produtos agrícolas e industriais ao resto do mundo. 

As centenas de dólares em posse do resto de mundo de uma hora para outra, virarão pedaços de papéis com menos valor que o  dólar de Zimbabwe. 

Isso significa um caos econômico financeiro pior que ocorrido na Alemanha em 1923. E coisa, jamais vista antes. Só pode levar à guerra, guerra civis e revoluções. Essas são as verdadeiras saídas.

Levante ! Organize-se! Lute!
A hora de Lutar é Agora!

close

🕶 Fique por dentro!

Deixe o trabalho difícil para nós. Registe-se para receber as nossas últimas notícias directamente na sua caixa de correio.

Nunca lhe enviaremos spam ou partilharemos o seu endereço de email.
Saiba mais na nossa política de privacidade.

Artigos Relacionado

Deixe um comentário

Queremos convidá-lo a participar do nosso canal no Telegram

¿Sin tiempo para leer?

Ouça o podcast da

Gazeta Revolucionaria