UMA “FEMINISTA” COMO MINISTRA DA GUERRA DOS EUA
Que lindo é ser um identitário e ter uma mulher como ministra da Defesa dos Estados Unidos!!

UMA “FEMINISTA” COMO MINISTRA DA GUERRA DOS EUA

Quais direitos que a “feminista” Michèle Flournoy defende:

  • Guerra contra o Afeganistão (para controlar o tráfego de heroína e ter verbas secretas para operações militares)
  • Tropas norte-americanas na Síria (para continuar roubando o petróleo sírio)
  • Guerra contra a Líbia (o melhor petróleo da África)
  • Continuar vendendo armas à obscurantista monarquia de Arábia Saudita (responsável pelo brutal genocídio no Iêmen)
  • Preparar-se para a guerra contra a China, inclusive para afundar os navios chineses em 72 dias, principalmente por meio de armas não tripuladas
  • Mais tropas no Mar do Sul da China
  • Mais desenvolvimento bélico em cyber-guerra, drones e armas nucleares
  • Michèle foi membro do conselho de contratos de guerra da Booz Allen Hamilton, que recebeu US$ 3 milhões da embaixada da Arábia Saudita
  • O Center for a New American Security de Michèle recebeu US$ 250 mil dos Emirados Árabes Unidos, aliados dos sauditas por um relatório
  • Nesses e outros institutos e think tanks, Michéle recebeu dezenas de milhões de dólares dos senhores da guerra.

Querem mais?

Há muitos outros identitários no Governo dos senhores da guerra de Biden/ Kamala. A maioria mais fascistas na prática que o próprio Donald Trump.

Referência
close

🕶 Fique por dentro!

Deixe o trabalho difícil para nós. Registe-se para receber as nossas últimas notícias directamente na sua caixa de correio.

Nunca lhe enviaremos spam ou partilharemos o seu endereço de email.
Saiba mais na nossa política de privacidade.

Artigos Relacionado

Deixe um comentário

Queremos convidá-lo a participar do nosso canal no Telegram

¿Sin tiempo para leer?

Ouça o podcast da

Gazeta Revolucionaria