Por uma greve geral ambiental!

Por uma greve geral ambiental!

Artigo Original: https://pcpb.com.br/2021/03/28/por-uma-greve-geral-ambiental/

Precisamos chamar um lock-down dos trabalhadores contra o massacre do povo brasileiro promovido pelo governo Bolsonaro e o regime de conjunto.

Por causa da pandemia, estão nos impondo goela abaixo um estado de sítio permanente. Mas para pegar transporte público lotado ou para trabalhar, não há pandemia.

Então vamos todos ficarmos em casa até o risco de contágios e mortes ficar resolvido; e ainda com os salários e apoios públicos garantidos.

A situação da pandemia de Coronavírus no Brasil só faz crescer. O nosso país já é o segundo do mundo em nível de contaminação, só fica atrás dos Estados Unidos.

A política genocida do governo Bolsonaro para favorecer os grandes capitalistas, que não aceitam perder um centavo sequer de seu lucro, mesmo à custa de milhares de vidas, está levando os trabalhadores ao desespero.

Tudo é feito para salvar os grandes capitalistas da sua crise e para entrega-lhes o Brasil em bandeja. Em março do ano passado, o governo Bolsonaro, que supostamente não tem recursos, lhe entregou aos grandes bancos R$ 1,250 trilhões e a seguir aprovou a PEC 10-2020, a PEC da Guerra, que permite que o governo auxilie até empresas estrangeiras com filiais no Brasil.

A política pública para a saúde é um desastre porque o objetivo do governo Bolsonaro é privatiza-la; aplica a conhecida política do “sucatear para privatiza”.

Se as direções das centrais sindicais continuarem se fingindo de mortas, referendarão que são tão genocidas como o próprio governo Bolsonaro.

Essas direções se comportam na prática da mesma maneira que os nossos algozes. Nos últimos quatro anos, suspenderam todas as lutas enquanto o Brasil tem sido massacrado. Elas são coniventes com o sofrimento do povo.

Para os trabalhadores sobra a carestia da vida, o desemprego e a fome.

O lock-down dos trabalhadores deve ser transformado numa greve geral ambiental.

https://pcpb.com.br/2021/02/21/carta-aberta-o-partido-comunista-do-povo-brasileiro-pcpb/

Como deliberar uma Greve Ambiental

Para a implementação de uma greve ambiental, os seguintes pontos precisam ser observados:

  1. Não precisa haver intervenção do sindicato de trabalhadores;
  2. A unidade de trabalho pode entrar em greve ambiental e a ação do sindicato pode ser posterior, de apoio e unificação com outras unidades de trabalho;
  3. Deve ser destinada a cuidar apenas de temas ligados a condições ambientais de trabalho, sem qualquer outro tipo de reivindicação;
  4. Trata-se de hipótese de interrupção do trabalho, com direito ao salário do período de paralisação, não se tratando de suspensão do contrato, que se aplica apenas às greves tradicionais;
  5. É indispensável que haja pré-aviso ao empregador da condição danosa, motivo da paralisação que vai ser iniciada;
  6. Retorno às atividades somente e tão logo seja superada a situação de perigo para o trabalhador ou para terceiros.

Assim, é paralisar o local de trabalho e em assembleia aprovar a greve ambiental. Elaborem uma ata e uma lista de presença.

E vamos à luta!

Levante ! Organize-se! Lute!
A hora de Lutar é Agora!

Clique acima para saber sobre as nossas bandeiras de luta!

close

🕶 Fique por dentro!

Deixe o trabalho difícil para nós. Registe-se para receber as nossas últimas notícias directamente na sua caixa de correio.

Nunca lhe enviaremos spam ou partilharemos o seu endereço de email.
Saiba mais na nossa política de privacidade.

Artigos Relacionado

Deixe um comentário

Queremos convidá-lo a participar do nosso canal no Telegram

¿Sin tiempo para leer?

Ouça o podcast da

Gazeta Revolucionaria