O GOVERNO NOS ESTA MATANDO PARA DEFENDER OS LUCROS DOS RICOS
Conheça a situação e declaração do Grupo Revolucionário Chileno Primera Linea Revolucionária. Qualquer semelhança com a situação política brasileira NÃO é coincidência.

O GOVERNO NOS ESTA MATANDO PARA DEFENDER OS LUCROS DOS RICOS

Publicado originalmente em plrchile.com

A pandemia tem sido utilizada pelo governo, pela burguesia e pelos altos executivos para fazer negócios que enriqueceram as empresas que apoiam o governo e a própria família e amigos dos funcionários do governo.

Diante do aumento dos casos de contágio da Covid19, com sua sequela a pacientes e óbitos por essa causa, Primera Línea Revolucionaria declara o seguinte:

  • Desde o começo o governo tratou a questão da pandemia de forma irresponsável, privilegiando medidas repressivas como o exército nas ruas e o toque de recolher, em vez de uma política de saúde clara e transparente, que coloca a saúde no centro. Prevenção e atendimento eficiente de toda a população. O governo decidiu privilegiar a economia sobre a vida, em um dilema inexistente, já que países como a Nova Zelândia finalmente protegeram a vida de todos os seus habitantes e, dessa forma, também protegeram sua economia.
  • Esses países não condenaram a população ao contágio, já que não optaram por uma Estratégia de Imunidade ao Rebanho ou como a chamam aqui “Contágio Progressivo”, estratégia que promove o contágio, sem medidas socioeconômicas suficientes, fazendo com que a fome no bolso dos trabalhadores e a miséria existente sejam ainda maiores.
  • Medidas repressivas buscaram frear a Rebelião Popular e não a propagação da pandemia, prova disso é que a quase um ano após o aparecimento deste vírus no Chile, os enfermos e mortos continuam a se multiplicar de forma ostensiva, apesar dos esforços de profissionais da saúde em diferentes níveis o que encontramos é um governo preocupado em se manter no poder em vez de se preocupar com a saúde da população.
  • A pandemia também foi usada pelo governo, pela burguesia e por altos executivos para fazer negócios que enriqueceram as empresas que apoiam o governo e a própria família e amigos dos funcionários do governo. Já são registrados centenas de casos de corrupção aberta desses empresários que obtiveram contratos milionários com a desculpa de lutar contra a Covid-19, quando na realidade, o que fizeram foi traficar a vida e o sofrimento de milhares de famílias chilenas.
  • Desde o início, os mais altos representantes dos empresários ligados ao governo e à direita chilena declararam abertamente que a vida dos trabalhadores não é sua prioridade, longe disso e só se preocupam com o progresso de suas empresas e seus lucros. Isso ainda que seja com o sacrifício de vidas de milhares e milhares de trabalhadores.
  • Apesar da situação de emergência nacional que atravessamos, a água tem sido mantida como um privilégio das empresas privadas. Enquanto toda a população sofre, em particular as zonas onde a situação é desesperadora para a população sem acesso à água, centenas de milhares de metros cúbicos da água vai para o benefício de empresários privados.
  • O governo tem tentado em todos os momentos, culpar os mesmos cidadãos pela propagação do vírus, contando com a grande imprensa que repete aquele discurso oficial como um comparsa barato, enquanto o próprio presidente, seus ministros, representantes e alta empresa, levam uma vida elevada não respeitando no mínimo os cuidados básicos necessários como todo o país tem podido observar. Tudo isso gerou uma confusão na cidadania que enquanto vê seu direito à mobilização, recreação restringido pela redução de toda a sua vida social ao trabalho, a alta burguesia continua a desfrutar de seus privilégios de classe em suas mais diversas formas, como viagens, praias privadas e festas.
  • Diante desses fatos, também é possível observar como grandes organizações de trabalhadores têm se dedicado apenas a contemplar de forma destemida como a população trabalhadora é obrigada a manter o sistema produtivo em funcionamento, correndo o risco de contágio em um sistema de transporte público em colapso e que não oferece quaisquer condições de segurança para a saúde dos trabalhadores que frequentam os centros de trabalho. Ainda menos essas organizações monitoraram seriamente o número de trabalhadores infectados em seus locais de trabalho, mantendo um silêncio que em alguns casos chega muito perto da cumplicidade com o governo em sua política criminosa de expansão da pandemia.
  • Os trabalhadores da saúde desenvolveram um trabalho louvável na luta contra a pandemia e pagaram caro por sua honrosa missão com a morte e contágio de um número apreciável de seus membros. Nessa tarefa, encontraram um governo cego e surdo às suas demandas, reivindicações e sugestões e, na maioria das vezes, tem sido marginalizado e ignorado na implementação de planos que vão no sentido de cuidar da saúde da população.
  • Diante dessa situação que se torna cada vez mais dramática, a Primeira Linha Revolucionária tem o dever de se manifestar e fazer um amplo apelo à população para que se cuide, pois o governo e sua política
    anti-saúde nos estão matando. não podemos permanecer em silêncio diante desta situação. Portanto, considerando o desenvolvimento da pandemia.

EXIGIMOS

  • A demissão imediata do ministro da saúde e de toda a sua formação ministerial
  • O encerramento temporário de todas as fronteiras nacionais por ar, mar e terra.
  • A restituição do direito à água a todos os chilenos, declarando este elemento vital como um direito humano básico que não pode ser privatizado sob nenhum argumento e a serviço de toda a população.
  • O estabelecimento de uma tabela social de saúde que proponha um plano integral de saúde nos próximos 60 dias que inclua prevenção, atenção e tratamento de saúde para toda a população gratuitamente, utilizando para isso o percentual da renda nacional que é destinado às Forças Armadas.
  • A paralisação imediata de todos os centros de trabalho que não oferecem condições de atendimento aos trabalhadores da prevenção à saúde.
  • Se estas medidas não forem cumpridas, as centrais sindicais e as organizações sindicais e de trabalhadores em geral devem convocar uma Greve Geral Preventiva de Saúde que obrigue o governo a implementar um verdadeiro plano nacional de saúde para todos os chilenos gratuitamente.

CHAMAMOS A:

  • Ficar alerta e implementar os cuidados necessários, principalmente dos setores mais vulneráveis ​​da saúde, desenvolvendo comitês de prevenção em cada bairro e população, bem como nos centros de trabalho.
  • Manter a mobilização social ascendente em todo o país, exigindo a implementação de todas estas e outras medidas que beneficiem toda a população.
  • Se as organizações operárias não respondem ao seu dever de cuidar dos trabalhadores, convocamos todas as organizações sociais e de luta a realizar a Grande Greve Geral Preventiva de Saúde no mais curto prazo para defender a vida de todos os trabalhadores.

O GOVERNO ESTÁ NOS MATANDO PARA DEFENDER OS LUCROS DOS RICOS!

AVENTURA SANITÁRIA GERAL PREVENTIVA AGORA!

DEFENDER A VIDA E A SAÚDE DO CHILE FORA DE PIÑERA AGORA!

PRIMERA LÍNEA REVOLUCIONARIA

close

🕶 Fique por dentro!

Deixe o trabalho difícil para nós. Registe-se para receber as nossas últimas notícias directamente na sua caixa de correio.

Nunca lhe enviaremos spam ou partilharemos o seu endereço de email.
Saiba mais na nossa política de privacidade.

Artigos Relacionado

Deixe um comentário

Queremos convidá-lo a participar do nosso canal no Telegram

¿Sin tiempo para leer?

Ouça o podcast da

Gazeta Revolucionaria