O “DELICIOSO” CHEIRO DA GUERRA
A "esquerda" Bolsonarista brasileira, assim como a “esquerda” pinochetista chilena e outras “esquerdas”, que na prática atuam como uma direita, elogiaram a imposição de Biden/ Kamala nas recentes eleições dos Estados Unidos.

O “DELICIOSO” CHEIRO DA GUERRA

Conforme aparece claramente com o time que está sendo montado, se trata da preparação iminente de uma GRANDE GUERRA como “saída” para a crise capitalista.

Um “negro” a favor da guerra para chefiar o Pentágono

O general retirado Lloyd Austin, é mais um “negro” nomeado por Joe Biden.

Ele Chefiará o Pentágono. Qual é o currículo?

Austin chefiou o CentCom (Comando Central) entre 2013 e 2016 e portanto, ele também chefiou a al-Qaeda na Síria.

Austin fez parte do Conselho de uma das principais empresas do complexo industrial militar, a Raytheon, além do Conselho da mega poluidora Nucor.

Raytheon vendeu somente aos EAU (Emirados Árabes Unidos), envolvidos na guerra genocida contra o Iêmen, US$ 1,6 bilhões em armas relacionados a mísseis Patriot. Veja AQUI

Uma “feminista”, Michèle Flournoy, para chefiar a “Defesa”

A ultra guerrerista Michèle Flournoy defende uma política abertamente a favor de uma guerra ampla, mundial. Dentre outras coisas:

  • Aumentar a participação militar dos Estados Unidos no Afeganistão. O objetivo é controlar o tráfego de heroína para continuar contando com, e ainda ampliar, as verbas secretas para operações militares.
  • Aumentar as tropas norte-americanas na Síria. O objetivo é continuar roubando o petróleo sírio.
  • Ela foi a favor da guerra contra a Líbia onde há o melhor petróleo da África, e a Síria.
  • Michèle é a favor de continuar vendendo armas à obscurantista monarquia de Arábia Saudita, responsável pelo brutal genocídio no Iêmen.
  • Michèle defende que os Estados Unidos devem preparar-se para a guerra contra a China. Uma das medidas concretas seria afundar os navios chineses em 72 dias, principalmente por meio de armas não tripuladas.
  • Michèle defende a alocação de mais tropas no Mar do Sul da China.
  • Michèle defende o aumento dos investimentos no desenvolvimento bélico em cyber-guerra, drones e armas nucleares.
  • Michèle foi membro do conselho de contratos de guerra da Booz Allen Hamilton, que recebeu US$ 3 milhões da Embaixada da Arábia Saudita.
  • O Center for a New American Security de Michèle recebeu US$ 250 mil dos Emirados Árabes Unidos, aliados dos sauditas, por um simples relatório.
  • Nesses, outros institutos e think tanks, Michéle recebeu dezenas de milhões de dólares dos senhores da guerra.

Os senhores da guerra econômica

Conforme a crise capitalista avança, os abutres capitalistas buscam reforçar a própria sobrevivência.

Um papel central nesta política, é desempenhada pela equipe da Economia.

Neera Tanden (Diretora do Escritório de Gestão e Orçamento): há alguns anos defendeu a ideia de obrigar a Líbia pagar pelos custos dos bombardeios norte-americanos, conforme e-mails divulgados pelo Wikileaks.

Janet Yellen encabeçou a Reserva Federal (o banco central dos Estados Unidos, que é privado), desde onde repassou à especulação financeira trilhões de dólares.

Cecília Rouse: participou do Conselho Nacional de Economia no Governo Clinton.

Noções Básicas:

close

🕶 Fique por dentro!

Deixe o trabalho difícil para nós. Registe-se para receber as nossas últimas notícias directamente na sua caixa de correio.

Nunca lhe enviaremos spam ou partilharemos o seu endereço de email.
Saiba mais na nossa política de privacidade.

Artigos Relacionado

Deixe um comentário

Queremos convidá-lo a participar do nosso canal no Telegram

¿Sin tiempo para leer?

Ouça o podcast da

Gazeta Revolucionaria