Estado de sítio na América do Sul

Estado de sítio na América do Sul

Quase toda a América do Sul e uma boa parte da Europa se encontram em estado de sítio.

No Chile, até uns poucos dias atrás estavam oficialmente em quarentena todas as comunas, menos as quatro comunas onde moram os ricos em Santiago do Chile. Os shopping centers estavam abertos. Agora foram fechados, mas os transportes lotados e as empresas trabalhando continuam, até porque os grandes capitalistas não podem perder os seus lucros, que aliás são lucros de sangue.

É um dos pilares do modelo para o Brasil, às AFP (fundos de pensão) e os Isapro (fundos de saúde) que descontam dos trabalhadores 26% dos salários e os repassam aos capitalistas. Estes embolsam os lucros e repassam as perdas, como eles fizeram em março do ano passado.

Em 2019, antes da pandemia, a polícia chilena assassinou em um ano quase mil ativistas, sob o disfarce de acidentes e suicídios.

Já na Colômbia, todos os ativistas sociais são vítimas do estado narcoparamilitar. Agora, não por coincidência, implementaram controles de circulação até em Bogotá. Enquanto isso, os Estados Unidos aumentaram a presença nas nove bases militares no país com o objetivo de controlar o negócio da cocaína.

Por que a Argentina adotou medidas muito duras para “o controle da pandemia”? Não haveria alguma relação com o fato de ser vizinho do Chile, e da situação estar piorando brutalmente por conta da política aberta de espoliação?

O Brasil, o pária da América Latina?

A maioria dos países da América Latina não só fecharam as fronteiras com o Brasil, mas também declararam que as medidas foram tomadas por causa da nova cepa brasileira.

O sistema de saúde se encontra em colapso não tão somente por causa do Covid-19, mas em primeiro lugar por causa do brutal sucateamento da saúde pública, que o governo busca entregá-lo em bandeja aos abutres capitalistas assim como todo o Brasil.

No Brasil, o estado de sítio avança a passos largos, embora aqui também o transporte público ultra lotado seja a norma.

Ao mesmo tempo, as quarentenas vêm acompanhadas de auxílios emergenciais ridículos enquanto trilhões têm sido repassados para os grandes capitalistas.

O Covid-19 é um problema, mas ele é ultra manipulado para encobrir a maior crise capitalista de todos os tempos, os repasses trilionários para os grandes capitalistas. Os assassinatos premeditados do sistema de saúde; todas as doenças, o desemprego, a fome crescente.

Precisamos reagir!

E a reação deve dar-se organizando a luta pela base do movimento de massas que inevitavelmente irá estourar no próximo período.

Devemos levantar as bandeiras de luta capazes de salvar os trabalhadores e o povo da crise e do massacre.

Levante ! Organize-se! Lute!
A hora de Lutar é Agora!

Clique acima para saber sobre as nossas reivindicações!

close

🕶 Fique por dentro!

Deixe o trabalho difícil para nós. Registe-se para receber as nossas últimas notícias directamente na sua caixa de correio.

Nunca lhe enviaremos spam ou partilharemos o seu endereço de email.
Saiba mais na nossa política de privacidade.

Artigos Relacionado

Deixe um comentário

Queremos convidá-lo a participar do nosso canal no Telegram

¿Sin tiempo para leer?

Ouça o podcast da

Gazeta Revolucionaria