Chile: por que o povo se levantou em outubro de 2019?

Chile: por que o povo se levantou em outubro de 2019?

  1. Quase toda a economia tem sido privatizada em benefício dos grandes capitalistas, que atuam como sangue sugas. Na pandemia, o percentual dos salários destinados aos Isapro (fundos de saúde) e às AFP (fundos de pensão) passou de 17% para 26%.
  2. Os AFPs (fundos de pensão) embolsam 3% de sua remuneração pelo simples fato de receber o dinheiro. Os investimentos das pensões são financeirizados e vinculados à especulação financeira. O sistema antigo oferece melhores salários; os militares não estão nas AFPs.
  3. As chamadas políticas “neoliberais” foram impostas a sangue e fogo durante a sangrenta Ditadura do General Augusto Pinochet.
  4. A eletricidade custa duas vezes mais no Chile do que no resto da América Latina.
  5. O Serviço de Impostos Internos perdoou 77 bilhões de pesos (US$ 144 milhões) à rede de lojas Johnson. Apenas um exemplo do obsceno repasse de recursos públicos aos capitalistas.
  6. Bancos e instituições financeiras cobram juros da ordem de 47% ao ano.
  7. A saúde privada no Chile é três vezes mais cara que na Alemanha, e de péssima qualidade. O tempo de espera para uma intervenção cirúrgica por superar os dois anos.
  8. A educação de baixa qualidade e privatizada está na base dos protestos dos estudantes anos a fio.
  9. O Metrô de Santiago do Chile custa quatro vezes mais caro que o Metrô de Buenos Aires e ainda é mais caro que o de Nova York.
  10. Além dos paquímetros que estão espalhados pelas cidades, os chilenos devem pagar um imposto de circulação. A indústria das multas anda vento em popa.
  11. A crescente concentração da riqueza e da pobreza passou a bater recordes históricos.
  12. A truculência dos capitalistas e dos latifundiários avançou agressivamente contra os povos originários, principalmente os Mapuches, que têm visto seus territórios militarizados há anos.
  13. Os políticos chilenos são mantidos no “esquema” por meio de altas regalias. Os senadores alocaram 2 milhões de pesos (US$ 2800) para “disseminação de atividades no campo” indefinidamente e já tinham salários de 15 milhões mensais (US$ 21.106). O Presidente do Senado do Chile tem ingressos de 30 milhões de pesos (US$ 42.212). Os ex-presidentes chilenos recebem cerca de US$ 30 mil dólares.
  14. Todos estes fatores, e muitos mais, não são exclusividade do Chile. Eles acontecessem em toda a América Latina que é considerada pelo imperialismo norte-americano o seu quintal traseiro. O aperto tem disparado com a crise capitalista atual que é a maior de toda a história.

Levante ! Organize-se! Lute!
A hora de Lutar é Agora!

close

🕶 Fique por dentro!

Deixe o trabalho difícil para nós. Registe-se para receber as nossas últimas notícias directamente na sua caixa de correio.

Nunca lhe enviaremos spam ou partilharemos o seu endereço de email.
Saiba mais na nossa política de privacidade.

Artigos Relacionado

1 comentário em “Chile: por que o povo se levantou em outubro de 2019?”

  1. Esto nos sucede por no protejernos entre nosotros, todas las riquezas sudamericanas mantienen las economías del mundo y los tontitos seguimos en la lucha de las banderitas.
    A formar la unidad de nuestros pueblos, la UNION SUDAMERICANA para que nos comencen a devolver lo robado.

    Responder

Deixe um comentário

Queremos convidá-lo a participar do nosso canal no Telegram

¿Sin tiempo para leer?

Ouça o podcast da

Gazeta Revolucionaria